Fazenda Florença | PROMOÇÃO

Galeria de fotos

Próximo à vila de Conservatória, no distrito de Valença, a Fazenda Florença pertencia à família Teixeira Leite de origem portuguesa e hoje oferece 35 quartos e mais duas suítes de 130 metros quadrados para hospedagem. De 1852, a fazenda com 110 hectares serviu como set de gravação para a novela da Rede Globo "Escrava Isaura", em 1976, e dez anos depois serviu de cenário para "Sinhá Moça". Em 1986, a extinta Rede Manchete também aproveitou a fazenda para gravar "Dona Beija". A última novela a ter gravações na Florença foi "Paraíso", em 2009.

oferecemos várias modalidades de visitação, os preços variam de acordo com as opções abaixo:

A casa sede de 1852 tem a sua arquitetura influenciada pelo estilo neoclássico francês, o seu mobiliário e peças utilitárias estão muito bem preservados e são de procedência européia (Frances, português) e brasileira.

Visitas sem a apresentação do Sarau

1 -Visita guiada a casa sede
2-Visita guiada a casa sede com o chá simples (café, chá, bolo, biscoito)
3-Visita guiada a casa sede com café colonial (salgadinhos, pães, queijos, frios, bolos, chá, café, chocolate, sucos, geléias
4- Visita guiada a casa sede com almoço buffet e sobremesas, bebidas à parte.
Visitas com a apresentação do Sarau

1– Visita guiada a casa sede com o Sarau sem o chá ( com personagens vestidos a caracter com roupas de época )
2– Visita guiada a casa sede com o chá simples mais o Sarau ( com personagens vestidos a caracter com roupas de época )
3-Visita guiada a casa sede com o chá colonial (salgadinhos, pães, queijos, frios, bolos, chá, café, chocolate, sucos, geléias ) mais o Sarau ( com personagens vestidos a caracter com roupas de época )
4-Visita guiada a casa sede com o almoço buffet e sobremesas mais o Sarau ( com personagens vestidos a caracter com roupas de época )
O almoço é servido no restaurante do hotel (Dom João) que foi indicado pelo Guia 4 Rodas como o melhor restaurante de Conservatória.
Em razão da grande procura, e o numero de vagas serem limitadas, todas estas modalidades de visitação são agendadas préviamente.

Com a introdução do café no Vale do Paraíba, em princípios do século XIX, famílias inteiras migraram para a
região, a fim de se dedicarem aos negócios da lavoura. Entre tantas, destaca-se a Irmandade dos Leite Ribeiro
e Teixeira Leite, uma das mais proeminentes de todo o período. Tiveram participação decisiva na consolidação
da economia cafeeira no Vale. Atuaram como produtores, negociantes de café, construtores de estrada de ferro
e rodagem, assim como na política e religião.
Espalharam-se pelas principais cidades do Vale, como Vassouras, Valença, Barra Mansa, Conservatória,
Amparo, Além Paraíba, Mar de Espanha, entre outras... Oriundos da região mineradora de São João d’El Rei, o
primeiro a chegar foi Custódio Ferreira Leite, que mais tarde veio a se tornar Barão de Ayuruoca.
Ayuruoca tornou-se quase uma lenda na região. A ele é atribuída a propagação do café no Vale do Paraíba,
assim como a abertura das principais estradas e pontes para escoamento da produção do precioso grão.
Com a distribuição de terras pela Coroa Portuguesa na região, Ayuruoca trouxe consigo inúmeros parentes.
Tão cedo, tornaram-se os irmãos, sobrinhos e primos, fazendeiros de café. Entre eles, o irmão Anastácio Leite
Ribeiro, que adquiriu duas sesmarias que confrontavam com a sesmaria dos índios Araris, em “Conservatória
dos índios“. Com o desenvolvimento da lavoura cafeeira nas terras dos vale dos rios das Flores e Bonito, a
pequena aldeia dos índios Araris, transformou-se na importante Freguesia de Santo Antônio do Rio Bonito, mais
tarde simplificada para Conservatória.
Anastácio fundou a Fazenda São José do Rio Bonito, cuja sede muito bem localizada ainda jaz em vales
conservatorienses.
Do seu casamento com Dona Maria Esméria d’Assumpção, nasceram os filhos: Anna Esméria, que foi a primeira
esposa do futuro Barão de Vassouras, Francisco José Teixeira Leite, que fundaram a fazenda Cachoeira Grande
em Vassouras; João Ferreira Leite; Joaquim Leite Ribeiro, que foi Juiz de Paz em Conservatória; Francisco
Leite Ribeiro, que após a morte dos pais ficou com as fazendas de São José e Boa Vista; Marianna Cândida,
que casou-se com o primo Francisco Leite Pinto, foram fazendeiros em Mar de Espanha; Custódio Ferreira
Leite; Maria Francisca Leite; Anastácio e finalmente José Leite Ribeiro que, após a morte dos pais, fundou a
Fazenda Florença.
José Leite Ribeiro viveu até 1861, ficando a fazenda com seus herdeiros até o final do século XIX. Em princípios
do século XX, foi adquirida pela família de Lupércio de Castro.
Atualmente é propriedade de Paulo Roberto e Graça dos Santos.

(24) 9228-5694 / (24)98138-2665 / (24) 2471-7462
Todas

Hospedagens em destaque